• Osteoporose Brasil

Tai Chi ajuda a manter a densidade óssea e a reduzir quedas

Eleito uma das cinco melhores atividades físicas pela Harvard Medical School, exercício combate doenças, acalma a mente e até desacelera o envelhecimento





Na lista divulgada pela Harvard Medical School, que elege as cinco melhores atividades físicas para todas as faixas etárias, existe uma em especial que traz ainda mais benefícios para a terceira idade: o tai chi chuan. A arte marcial chinesa incorpora movimentos lentos e o relaxamento e chega a ser apelidada pelos profissionais da área como uma espécie de "meditação em movimento" trazendo benefícios para a mente e para o corpo.


Hoje, o tai chi é conhecido como um exercício de baixo impacto e alcança tamanha importância que ganhou um núcleo de pesquisa em Harvard dedicado exclusivamente a estudar seus benefícios. Os pesquisadores concluíram que a prática ajuda a manter a densidade óssea, ajudando no tratamento da osteoporose, reduz dores decorrentes da artrite, promove a saúde do coração, reduz a hipertensão e melhora a qualidade de vida das pessoas.


De acordo com o médico do esporte de Blumenau Fábio S. Cardoso, dos exercícios de equilíbrio, o tai chi chuan provou ser o de maior sucesso na redução de quedas, que se tornam mais frequentes à medida que a idade avança. Além disso, sua prática é benéfica para dar força, resistência muscular e flexibilidade.


- Um treinamento de 12 meses em pessoas idosas provou que, tanto para homens quanto para mulheres, houve inúmeros benefícios físicos e psicológicos, como o aumento da flexibilidade da coluna lombar e torácica, da força muscular das pernas, até redução da depressão, da ansiedade e dos distúrbios de humor - diz Fábio.


Além dos benefícios físicos, a prática traz melhorias para o bem-estar psicológico. A professora Cláudia Monteiro Moisés, de Florianópolis, que trabalha há 21 anos com tai chi, diz que seus alunos relatam ter inúmeros benefícios com a prática.


- O tai chi traz mudanças importantes na vida dos meus alunos, como melhorias na forma de lidar com as emoções, de ter mais serenidade, paciência e bem-estar no dia a dia. Os benefícios são muitos - diz Claudia.



Fonte: Gaúcha ZH

57 visualizações

Apoio:

Realização: