• Osteoporose Brasil

Cientistas identificam ligação entre fumo e osteoporose




Cientistas identificaram dois fatores associados à perda óssea que diminuem em mulheres na pós-menopausa depois que elas param de fumar. A descoberta pode ajudar a explicar por que o cigarro aumenta o risco de uma mulher desenvolver osteoporose.


Há muito tempo especialistas conhecem essa ligação, mas não sabiam exatamente como o fumo afetava negativamente a resistência dos ossos.


Na nova pesquisa, Cheryl Oncken e colegas do Centro de Saúde da Universidade de Connecticut, em Farmington, analisaram os níveis de hormônios sexuais e outros fatores em 38 mulheres que fumavam pelo menos dez cigarros por dia. Metade das mulheres recebeu aconselhamento para largar o vício ou reduzir o número de cigarros. O restante, o grupo de "controle", não foi submetido à terapia para deixar de fumar, de acordo com a equipe.


Os pesquisadores verificaram que dois marcadores associados à perda óssea - globulina de ligação a hormônio sexual (SHBG) e crosslinks de colágeno N-terminal (NTx) - diminuíram em mulheres que pararam de fumar. Os níveis de SHBG e NTx caíram de 5 e 8 por cento, respectivamente, nas participantes que largaram o cigarro.


A descoberta pode explicar parcialmente como o cigarro contribui para a osteoporose em mulheres na pós-menopausa, de acordo com o estudo publicado na edição de dezembro da revista Nicotine and Tabacco Research.


"Outras pesquisas precisam ser feitas para avaliar se as alterações observadas em SHBG e NTx após as mulheres largarem o cigarro resultam em elevações de longo prazo na densidade mineral óssea ou diminuições nas fraturas", concluiu a equipe.


Fonte: Reuters Health

31 visualizações

Apoio:

Realização: