Apoio:

Realização:

Manifesto

Toda pessoa com mais de 40 anos tem o direito de saber seu risco de fratura

 

A osteoporose é uma doença SILENCIOSA que só se manifesta quando fratura, porém pode ser prevenida e tratada. Apesar de seu diagnóstico ser simples, é uma doença negligenciada pelo governo e população em geral, e os pacientes não têm acesso à exames e tratamentos importantes.

Por isso, queremos que o Ministério da Saúde valide a ferramenta FRAX-Brasil como um método para identificar pacientes com risco elevado de fraturas osteoporóticas e, quando identificado, oferecer acesso ao tratamento.

Atualmente o SUS somente fornece tratamento para osteoporose mediante um exame de densitometria óssea com osteoporose. Entretanto, além deste exame não ser universalmente disponível, existem situações em que, mesmo na ausência de osteoporose pela densitometria, o paciente possui alto risco de fraturas pela presença de outras condições de saúde.

Nosso pleito é para que o MS passe a utilizar o FRAX-Brasil como uma ferramenta válida para avaliar o risco de fraturas em mulheres na pós menopausa e em homens a partir dos 50 anos, e passe a disponibilizar o acesso à densitometria e ao tratamento pelo SUS para os casos de alto risco. 

Nos ajude a facilitar esse diagnóstico e início do tratamento!

 

 

Alguns números alarmantes:

  • As fraturas no quadril acarretam o risco de morte em 6,7 vezes comparado às pessoas que não tem osteoporose.

  • As fraturas de coluna acarretam o risco de morte em 8,6 vezes comparado às pessoas que não tem osteoporose.

  • 1 em cada 2 mulheres com > 50 anos tem osteoporose

  • 1 em cada 4 homens com > 70 anos tem osteoporose

  • 1/4 dos pacientes que sofrem fraturas de quadril morrerão no primeiro ano após a fratura.

  • 1/3 dos sobreviventes à fratura de quadril necessitarão de ajuda de terceiros, perderão sua mobilidade e sua qualidade de vida!

 

Cuide do seu osso, assine abaixo esse manifesto!