Apoio:

Realização:

Diagnóstico

Descobrir o quanto antes a osteoporose é bem importante para que o tratamento seja iniciado rapidamente, evitando os problemas provocados pelas fraturas ósseas.

Ao observar os sinais diferentes no corpo é importante procurar um dos especialistas que já citamos na página "Sinais e Sintomas" (reumatologista, endocrinologista, ortopedista e geriatra).

 

Ao identificar uma possibilidade de doença presente, alguns exames serão pedidos para a confirmação – ou até mesmo para descartar o diagnóstico. São eles:

Hemograma

Por meio de um exame de sangue completo, é possível identificar algumas alterações celulares que podem demonstrar deficiências na produção óssea.

Testes bioquímicos

Estes testes avaliam como está a quantidade de cálcio, fósforo, albumina e proteínas total no organismo, e também identificam se a função renal está normal. 

Densitometria óssea

Este exame detecta a redução da massa óssea de maneira precisa. Com ele, será possível avaliar a coluna lombar, quadril, fêmur e outras áreas do corpo por meio de pequenas quantidades de radiação. É um teste bastante rápido e indolor, realizado por um técnico em radiografia ou médico. O paciente deitará no aparelho, sobre uma mesa acolchoada. A radiação (uma luz, que parece um laser) passará nas partes do corpo que precisam ser avaliadas, por cerca de 5 minutos. E pronto!

Se o paciente for diagnosticado com a osteoporose, este exame também será realizado para acompanhamento da doença (em média, a cada dois anos).

IMPORTANTE! Mulheres grávidas não podem fazer este exame.